Em entrevista concedida à Hard Drive Radio, Tom Morello afirmou que já foi fã de bandas como AC/DC e Mötley Crüe mesmo não concordando com as mensagens das letras. Para o guitarrista, as canções chegam a ser misóginas.

Morello falou sobre o assunto para defender a ideia de que pessoas podem gostar de certas músicas e não concordar com as mensagens que elas passam. “Fui grande fã do Mötley Crüe e AC/DC, e o conteúdo das letras era super misógino por um lado, e uma espécie de quase adoração diabólica por outro”.

O guitarrista lembrou que ouvir canções com certos tipos de mensagem e agir conforme essa “ideologia” são coisa bem diferentes. “Eu não passei a odiar mulheres ou adorar o demônio, embora tenha amado essas bandas”, concluiu.

Veja os vídeos (em inglês) da entrevista: