Em entrevista ao Billboard, o CEO da Gibson, Henry Juszkiewicz, falou sobre quem considera ser o maior responsável pela queda nas vendas de guitarras. Para ele, as lojas de instrumentos musicais são os vilões dessa história.

Juszkiewicz ressaltou alguns pontos que o fazem acreditar nessa teoria. O primeiro deles é o medo que os revendedores de guitarras teriam de ingressar no mundo do e-commerce.

“Eles têm medo, e com a Amazon se tornando o segundo maior empregador dos EUA eles estão entrando em pânico”, afirmou.  Para Juszkiewicz, esse temor vem da crença de que as pessoas querem ter contato com o instrumento antes de comprar.

“Guitarras são únicas. Elas são aquele tipo de produto que é preciso sentir antes de tomar a decisão de compra-lo”. Apesar de admitir a importância da venda presencial, Juszkiewicz diz que comercializar guitarras pela internet é uma realidade e que a Gibson deve começar a fazer isso muito em breve.

Mais Problemas

O segundo ponto que o CEO da Gibson ressaltou é que as lojas de instrumentos não investem em merchandising. Para ele, a primeira coisa que tem que ser feita para superar a crise é ensinar os comerciantes a vender apropriadamente.

“A maioria das lojas não tem sequer lugar para as pessoas sentarem.  Elas não são locais confortáveis. Se você quer conquistar clientes, é preciso ser bom para eles e oferecer um lugar que seja confortável”.

Outro ponto abordado foi a desorganização das lojas. “No Walmart, por exemplo, eles sabem quais produtos estão em quais corredores exatamente.  Experimente entrar em uma loja do Guitar Center e tente me dizer onde as coisas estão. Você nunca sabe o que vai encontrar quando entra lá”, concluiu.