Dave Mustaine tocando ao vivo

Em um novo vídeo, o vocalista Dave Mustaine fez um retrospecto sobre um dos principais álbuns do Megadeth, Rust in Peace, de 1990. O frontman explicou o que o disco significa para ele quase três décadas inteiras depois do lançamento.

“Significa o Megadeth crescendo… Rust in Peace foi como se começássemos a cultivar nossos bigodes, ou seja, meninos que começaram a se sentir como homens. Foi uma sensação incrível ver a reação das pessoas… Elas não sabiam o que estavam experimentando. Ouvindo esse álbum, às vezes penso: ‘Como diabos escrevi isso?!’ (risos)”.

Arma Secreta

Mustaine não poupou elogios ao guitarrista Marty Friedman. “A grandeza dos arranjos é algo que realmente acredito que está além do escopo do meu pequeno cérebro. Se eu fosse deixado sozinho, provavelmente não teria me desafiado tanto. Você tem de considerar nossa arma secreta – Marty Friedman entrou na banda”, conta.

Musilink (Mês 1) – POD HD500X 4

“Quando nós o testamos, eu apenas pensei que ele tinha uma aparência boba. Então nós estávamos tocando juntos, o solo chegou e Marty mandou ver… Eu fiquei chocado. Ninguém foi capaz de fazer aquilo”.

Não deixe de ler: Marty Friedman lança novo álbum ao vivo em outubro

Disco lendário

“Nós nos preparamos para fazer esse disco, e todos que entraram e ouviram saíram dizendo: ‘Oh, meu Deus, vai ser um grande trabalho’. Finalmente fizemos um álbum que não foi influenciado por vingança ou raiva. Foi algo que fizemos porque nós amamos tocar juntos”, finaliza Dave Mustaine.

Em seguida, ouça o disco Rust in Peace na íntegra:

Quer ficar por dentro das novidades sobre o Megadeth? Então acesse o site oficial da banda.